O Hospital Daniel Lipp, referência em Duque de Caxias, participou recentemente de debates com profissionais da saúde de todo o Brasil sobre o projeto Parto Adequado, capitaneado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A iniciativa tem o objetivo de reduzir o número de cesarianas desnecessárias na saúde suplementar e, dessa forma, contribuir para a mudança do modelo de atenção ao parto e nascimento no Brasil.

De acordo com a enfermeira Priscila Dantas, “após o debate, o Hospital Daniel Lipp assinou um um termo que sinaliza o interesse em participar do projeto”. Ao todo, serão 20 hospitais participantes do projeto-piloto, que serão divulgados em breve pela ANS.

No projeto, três modelos diferentes de atendimento à parturiente serão trabalhados: o parto realizado por uma equipe de plantonistas, por enfermeiras obstetras e por uma equipe de médicos que se reveza no atendimento à grávida durante o pré-natal. O hospital que for aprovado poderá escolher, entre esses modelos, aquele que melhor se adapta à sua realidade e também propor outras estratégias a serem testadas. No escopo do projeto também devem ser discutidas questões como o treinamento dos profissionais e formas de financiamento do procedimento.

Confira mais informações no vídeo:

2020 © Copyright - Hospital Daniel Lipp