#Repost

É considerada uma doença ocular vascular que atinge a retina de pacientes diabéticos, ela pode surgir sem que o paciente note diferença em sua visão.

Geralmente, a retinopatia diabética se manifesta por diminuição da visão. O diagnóstico é feito através do mapeamento de retina.

☑️A retinopatia diabética não tem cura. Contudo, se for tratada de forma adequada é possível reduzir a perda de visão. O diabético deve fazer o mapeamento de retina no oftalmologista, pelo menos UMA VEZ POR ANO e deve saber que a retinopatia diabética proliferativa pode desenvolver-se de forma ASSINTOMÁTICA (sem sintomas).

Gestantes X Retinopatia diabética: grávidas com diabetes precisam fazer pelo menos um exame do fundo de olho a cada trimestre gestacional, pois a gestação pode influenciar no aparecimento da retinopatia.

☑️Prevenção, sempre o melhor remédio! A detecção precoce da retinopatia diabética e o respectivo tratamento podem evitar a evolução e perda de visão. As pessoas com retinopatia diabética proliferativa podem reduzir o risco de cegueira em 95%, se o tratamento for conveniente e os cuidados de acompanhamento adequados.

⚠️Para o tratamento dessa doença ocular, o mais importante é o controle rigoroso da diabetes, por meio da alimentação, atividades físicas, uso correto dos medicamentos e a visita ao ‍⚕️médico oftalmologista‍⚕️ uma vez ao ano.

Alerta: Saúde dos Olhos, somente com o Médico Oftalmologista

 

 

 

Fonte: SBO

2020 © Copyright - Hospital Daniel Lipp