A decisão é pessoal. Só você pode decidir se a cirurgia proposta alcançará suas metas e se as complicações e riscos são aceitáveis. O cirurgião tem a obrigação de explicar, com detalhes, os riscos associados à cirurgia. Por esse motivo, é necessária sua autorização por escrito no termo de consentimento informado e esclarecido para assegurar um correto entendimento da cirurgia a qual você será submetido.

Sinta-se livre para fazer perguntas. É natural sentir ansiedade, seja pela emoção, entusiasmo pelo seu novo visual ou pelo estresse pré-operatório.

E a sua parceria com o cirurgião não acaba quando termina a cirurgia. A relação deve continuar, mesmo porque os resultados da maioria dos procedimentos plásticos cirúrgicos são permanentes, mas podem ocorrer alterações com o passar do tempo. Por isso, as visitas regulares após a cirurgia são tão importantes. 

Segurança do paciente

A evolução da cirurgia plástica nos últimos anos é incontestável. Paralelamente, há uma crescente procura e consequente aumento no número quantitativo de cirurgias. O avanço tecnológico contribui para o incremento das opções a serem consideradas. Ao passo que a cirurgia plástica pode melhorar aspectos do corpo e da vida, existem riscos que não podem ser desprezados.

Nesse contexto, é muito importante que o paciente fique atento às especializações do médico e checar se o mesmo é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Um dos erros mais comuns e graves em relação à cirurgia plástica é o fato de médicos sem a menor especialização e falta de ética realizar cirurgias no próprio consultório. Toda cirurgia, por menor que seja envolve riscos e deve ser feita em ambiente hospitalar seguro, visto que de fato o consultório não possui equipamentos adequados para tratar uma complicação. Da mesma forma o consultório não e um ambiente adequadamente higienizado para realização de uma cirurgia – consultório, como o nome já diz, é para fazer consulta. A sua vida está em jogo, por isso, procure sempre o melhor. Só no Hospital você terá uma Unidade de Terapia Intensiva – UTI. Mesmo que precise esperar para juntar mais dinheiro e realizar a sua tão sonhada cirurgia, esperar significa operar em segurança em um ambiente preparado para qualquer situação de risco.

Ao decidir realizar uma cirurgia plástica certifique-se de que suas expectativas são realistas e pesquise antes de optar pela cirurgia. 

GUIA PRÁTICO PARA FACILITAR O PACIENTE NA HORA DE DECIDIR REALIZAR UMA CIRURGIA PLASTICA

Como a cirurgia plástica virou um procedimento corriqueiro diante da corrida incessante por um rosto jovem e um corpo perfeito. O que muitas pessoas deixam de questionar é se estão realmente preparadas para encarar uma operação.

A seguir listamos algumas informações preciosas para que os resultados sejam ainda mais satisfatórios:

  1. Antes de decidir, pare e pense: será que você realmente precisa fazer uma cirurgia plástica? Como qualquer operação, a plástica envolve riscos, deixa uma cicatriz definitiva e exige dedicação no pós-operatório. Faça a cirurgia apenas se estiver incomodado, e não porque outras pessoas dizem que há algo de errado em sua aparência. Tenha a certeza de que não está usando o procedimento como válvula de escape para um problema emocional.
  2. Procure um médico que inspire confiança e credibilidade. Para começar a busca, nada melhor do que levar em consideração a indicação de amigos e parentes. Em seguida, verifique se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois essa é uma garantia de que ele está apto para operar. Por fim, lembre-se de que a sua intuição é muito importante. Se não sentir segurança, não hesite em procurar outro médico ou outra clínica.
  3. Antes de decidir a data da cirurgia plástica, saiba que você precisará de um período para a recuperação. Por isso, prepare-se com antecedência e escolha uma época em que seja viável fazer o repouso. Como o pós-operatório dura, em média, de 10 a 30 dias, o período de férias pode ser uma ótima opção para seguir à risca os cuidados recomendados pelo profissional.
  4. Pesquise na internet, leia revistas e converse sobre o procedimento escolhido. Corra atrás de informação sobre as técnicas cirúrgicas, cicatrizes, recuperação, clínica e hospital em que irá operar. Vale a pena visitar o site do cirurgião plástico escolhido para se informar melhor. Durante a consulta médica, não deixe de tirar todas as suas dúvidas. Uma boa dica é anotá-las antes de entrar no consultório.
  5. Prepare-se para os gastos extras, pois você não pagará apenas pela cirurgia em si. Haverá custos com drenagem linfática, cintas elásticas, massagens, medicações, curativos ou óculos escuros, no caso da blefaroplastia. Parecem gastos pequenos, mas, como são essenciais para um pós-operatório perfeito, não podem ser deixados de lado. Faça uma pesquisa de valores antes e reserve uma determinada quantia para não ter surpresas com os gastos adicionais.

2020 © Copyright - Hospital Daniel Lipp