Criança de quatro meses com suspeita clínica de Rickettisiose, doença transmitida pelos carrapatos, encontra-se internado em Caxias

Duque de Caxias, julho de 2015 – O Hospital Daniel Lipp, referência em saúde na Baixada Fluminense (RJ), comemora a recuperação do paciente J.M. (nome preservado), lactente de apenas quatro meses, que deu entrada na instituição no dia 04 de julho de 2015 com suspeita de febre maculosa. A doença é transmitida pela picada de carrapatos da espécie Amblyomma cajennense, que são infectados pela bactéria do grupo das Rickettsioses. Eles podem ser encontrados no pelo de cães, cavalos e capivaras. Os sintomas iniciais são febre alta, dor de cabeça e dor muscular. Complicações neurológicas, hemorrágicas e coagulantes são as principais causas de morte.

No Brasil, a Febre Maculosa Brasileira (FMB) é a riquetsiose mais problemática. Este ano, um caso já foi confirmado no Norte Fluminense (RJ). Já em 2014, pelo menos quatro pessoas morreram por conta da doença em Varre-Sai e em Natividade, no Noroeste Fluminense.

De acordo com a infectologista do Hospital Daniel Lipp, Dra. Anna Caryna Cabral, que acompanhou o caso do lactente J.M., a suspeita começou quando os pais relataram que a família possui um cão infestado por carrapatos e em tratamento para uma suposta doença causada por esse artrópode. “Temos que agir rápido. A suspeita diagnóstica vem da história epidemiológica do paciente e o rápido início do antibiótico específico diminuiu o risco de óbito”, comemora.

Os pais estão comemorando a recuperação da criança. Segundo a médica, a doença tem alto índice de mortalidade, principalmente nessa faixa etária.

Importante não esquecer os diagnósticos diferenciais

“Apesar de terem sintomas parecidos com as meningites, nós suspeitamos da febre maculosa quando descobrimos o histórico do cão infestado por carrapatos. A partir daí, iniciamos rapidamente o tratamento empírico com antibioticoterapia específica e, no quarto dia de tratamento, o paciente já se encontrava fora de risco”, revela a infectologista.

O sangue do bebê foi coletado para análise e diagnóstico da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Mais informações: www.daniellipp.com.br

2020 © Copyright - Hospital Daniel Lipp